Siga-nos nas redes Sociais

Flores e Plantas

A origem do Bouquet de Noiva, suas tradições e significados

Publicado

em

Origem do Bouquet de Noiva

É importante que toda noiva conheça toda a simbologia que envolve a origem do Bouquet de Noiva e quais os modelos mais tradicionais. Existem muitos estilos diferentes de bouquet de noiva para escolher, e geralmente as noivas escolhem os bouquets de acordo com as tendências populares no momento do casamento, no entanto, algumas noivas escolhem bouquets que evocam outro período de tempo. Enquanto o significado das flores pode contribuir para uma mensagem a ser transmitida sobre a noiva, as formas dos bouquets são especialmente uma preferência pessoal.

Neste dia especial a noiva estará debaixo dos olhares de todos os convidados presentes e um bouquet deslumbrante pode complementar o vestido de noiva, combinar com a decoração da igreja, combinar com a estação do casamento e fornecer um toque de cor para que a noiva se sinta absolutamente deslumbrante.

Mas qual a origem do bouquet de noiva? Vamos conhecer abaixo toda a simbologia que envolve esse acessório mágico que faz parte do lindo ritual de casamento.

A origem do Bouquet de Noiva

Segundo alguns historiadores a origem do Bouquet de Noiva, remonta a Roma e Grécia Antiga onde as flores faziam parte da decoração da cerimónia do casamento. Em Roma os bouquets de noivas eram compostos por grãos, especiarias, ervas e as flores que simbolizavam novos começos, fidelidade e fertilidade.

Na Grécia as flores eram oferecidas às noivas como forma de celebrar este grande feito, ou este evento marcante na vida desta jovem. As flores podiam ser oferecidas em forma de coroa ou guirlanda, a qual era colocada sobre a cabeça da noiva, ou então em forma de ramo de flores.

Já na idade Média, a troca de flores entre os enamorados tornou-se uma maneira cada vez mais popular de expressar amor. Este gesto romântico acabou por ser vinculado aos casamentos, mas por muitos outros motivos para além do romance.

Alguns relatos costumam mencionar que na Idade Média o primeiro banho do ano era tomado no mês de Maio, período em que na Europa o tempo começava a atingir temperaturas mais altas. Como o banho não era frequente, a noiva carregava um Bouquet de Flores com o intuito de poder disfarçar qualquer odor mais desagradável que pudesse exalar no momento da cerimónia do casamento. Este também seria o motivo pelo qual o mês de Maio é famoso por ser o mês das noivas, dado ser escolhido pela proximidade da data do primeiro banho do ano.

Outro motivo alegado para o surgimento do Bouquet de Noiva, deve-se a um relato interessante. Segundo este relato a noiva no dia do seu casamento percorria a pé todo vilarejo até chegar a igreja onde seria realizada a cerimonia, durante este trajecto os habitantes do vilarejo ofereciam-lhe flores do campo, com as quais a noiva ia formando um bonito bouquet. Estas flores eram para desejar ao casal paz, harmonia, prosperidade e uma vida feliz.

Outros motivos sobre a origem do bouquet de noiva

Algumas outras teorias alegam também que os bouquets de noiva tinham outras finalidades para além do romantismo, da linguagem das flores e do disfarçar odores desagradáveis.

Afastar doenças

Entre 1346 e 1353, a Europa foi assolada pela disseminação da Peste Negra, nesta altura os bouquets de noivas eram compostos por âmbar, folhas de hortelã, erva-cidreira, cânfora, cravo, láudano, mirra, alho, endro, pétalas de rosa, estoraque. Isto foi pensado para proteger a noiva dos ares dos miasmas, e dos ares contaminados pela falta de higiene da época.

Banir maus espíritos

Outro costume popular que remonta ao mundo dos bouquets de noiva é que carregá-los afastava os maus espíritos que poderiam atrapalhar a vida e a felicidade futura do casal. Desta forma os bouquets de noivas eram compostos por especiais endro, alho, cebolinha. Supostamente os espíritos maus teriam medo de odores fortes e desta forma não estariam presentes durante a realização da cerimónia de casamento. Em alguns casos os noivos também usavam uma coroa sobre a cabeça contendo estas ervas especiais.

A tradição do lançamento do bouquet de noiva

A tradição do lançamento do bouquet de noiva é associada por alguns historiadores com a lenda grega da Maçã Dourada da Discórdia. Segundo a mitologia grega, a deusa Eris lançou uma maçã no meio da festa de casamento de Peleus e Thetis como um prémio de beleza, desencadeando assim uma disputa vaidosa entre Hera, Athena e Afrodite que acabou levando à Guerra de Tróia.

Nos dias de hoje reza a tradição que se a noiva lançar o bouquet para um grupo de amigas, a amiga que apanha-lo será a próxima se casar. Este gesto de lançar o bouquet de noiva, é uma forma da noiva partilhar com as suas amigas a sua sorte.

Caso a noiva não pretenda lançar o seu bouquet original para as amigas, poderá lançar um bouquet simbólico.

Se o bouquet de noiva for artificial composto põe pedrarias e pérolas, a noiva poderá lançar um pequeno bouquet de flores naturais para compartilhar esta tradição com as amigas presentes na cerimónia.

Como um gesto de apreço e simpatia para com as demais amigas e convidadas, a noiva poderá optar por oferecer a cada uma delas um pequeno ramo de flores, o que  tornará ainda mais inesquecível esta data.

Tipos de Bouquet de Noiva

Ramo em cascata

Bouquet noiva cascata
Cascata

Como o próprio nome sugere, trata-se de um ramo de flores em forma de cascata, indicado para combinar com vestidos discretos e sem muitas aplicações e brilhos. O ramo em cascata é ideal para noivas de estatura alta.

Bouquet Redondo

Bouquet noiva redondo
Redondo

O Bouquet Redondo é o preferido pela maioria das noivas, e o mais clássico de todos. Pode ser composto por diversos tipos de flores ou apenas por rosas. Geralmente o Bouquet redondo tem o cabo das flores mais curto de forma a evidenciar as flores e mantê-lo próximo ao corpo da noiva enquanto esta o carrega. É indicado para combinar com vestidos tradicionais e composto por rendas.

Braçada

Bouquet noiva braçada
Braçada

Os ramos estilo Braçada foram muito populares nos anos 60 e 70, são considerados elegantes e bastante originais apesar de não serem muito escolhidos nos dias de hoje. As Braçadas são indicadas para noivas com estatura alta e para combinar com vestido sóbrios e sem muitos detalhes. Este tipo de ramo de flores será apoiado no ante braço da noiva, pelo que limitará bastante os movimentos durante a cerimónia, um detalhe que deve ser levado em conta na hora da escolha.

Hoop Bouquet

Hoop Bouquet Noiva
Hoop

Hoop Bouquet uma tendência que surgiu nos últimos anos e que tem sido aderido por um estilo de noiva mais moderno e descontraído. Como o próprio nome já diz este bouquet é em formato de aro, e podem ser compostos por diversos tipos de flores, sendo as flores do campo as mais escolhidas para criar um visual descontraído. São ideais para casamentos que vão ser realizados no campo e onde o vestido da noiva remete ao romantismo campestre. Se a noiva desejar um pouco mais de requinte pode inserir com as flores, detalhes em pérolas, fitas de cetim e rendas.

Bouquet Ramalhete

Ramalhete de Noiva
Ramalhete

Trata-se de um ramo mais pequeno composto por um ou mais tipos de flores, e que tem o cabo um pouco mais longo, que poderá ser envolvido por fitilhos de cetim. Neste modelo o caule das flores estará a mostra, ao contrário do bouquet redondo. O Bouquet Ramalhete é destinado a noivas mais informais e por ser discreto pode ser conjugado com vestidos mais elaborados.

Pequeno Ramo de Flores Silvestres

Ramo Flores Silvestres
Ramo Flores Silvestres

Destinado a noivas que apreciam o estilo boho chic, um estilo de moda que sofre várias influências boémias e hippies e que teve seu ápice por volta do ano 2005. É o tipo de ramo indicado para conjugar um vestido de noiva leve, solto e par casamento que sejam realizados em ambientes descontraídos.

Significados das flores utilizadas em bouquets de noivas

A noiva pode escolher apenas um tipo de flor ou poderá conjugar vários tipos de flores e cores que combinadas entre si formarão um harmonioso e elegante bouquet de noiva.

  • Orquídeas: Significam exaltação da beleza feminina, amor, e desejo;
  • Rosas Vermelhas: Significam amor e paixão;
  • Rosas Brancas: Significam inocência e paz;
  • Rosas Amarelas: Significam alegria;
  • Rosas Cor-de-rosa: Significam simpatia e graciosidade;
  • Cravos Brancos: Significam amor puro e inocência;
  • Cravos Vermelhos: Significam admiração e vitória;
  • Girassóis: Significam vida e força;
  • Copos de leite: Significam felicidade e inocência;
  • Tulipas: Significam elegância e sensibilidade;
  • Gérberas: Significam pureza;
  • Hortênsias: Significam realização de um grande objetivo e também lealdade.

A florista escolhida para decorar a cerimónia de casamento e o copo-d’água poderá orientar a noiva sobre a decoração de toda a cerimónia religiosa e festa, bem como a escolha do bouquet de noiva e as flores a serem oferecidas as convidadas.

LIZGARDEN…ARTE & FLOR em forma de AMOR.

Fonte: Huffpost

Populares