Siga-nos nas redes Sociais

Flores e Plantas

Espécies de Orquídeas e suas necessidades de cuidados

Publicado

em

Espécies de Orquídeas e suas necessidades de cuidados

As Orquídeas são de uma beleza e de uma diversidade de espécies incomparáveis no mundo botânico, elas se apresentam com mais de 25.000 espécies diferentes e pelo menos 200.000 híbridos, sendo consideradas pertencentes a maior família de plantas com flores do planeta.

O nome orquídea é derivado da palavra grega “orkhis”, que corresponde à palavra testículos, dado que existem registos onde o filosofo grego Teofrasto de Lesbos, descreve cerca de 300 a.C. uma planta com dois pequenos tubérculos subterrâneos que pela sua visão assemelhavam-se a anatomia masculina, sendo por isso também uma flor associada a virilidade.

As orquídeas podem ser encontradas principalmente nos trópicos equatoriais embora surjam também em demais pontos do planeta, o motivo para a existência de uma grande diversidade de Orquídeas deve se ao facto delas apresentarem excelente adaptação ao seu ambiente.

Assim como a diversidade de espécies de Orquídeas, as condições de cultivo também são muitas que podem ser em vasos para enfeitar a sua casa, em estufas apropriadas ou , ou seja inseridas na natureza, como por exemplo em uma árvore no seu jardim. Sendo assim é relativamente fácil encontrar uma orquídea que se adapte bem às condições que você pode oferecer – seja uma janela da sala, uma árvore no jardim ou uma estufa de tamanho normal.

As orquídeas são difíceis de cultivar em casa?

A maioria das orquídeas cultivadas é nativa dos trópicos. Em seu habitat natural, eles se fixam na casca das árvores ou na superfície de outras plantas. Geralmente essas orquídeas tropicais crescem no alto das árvores, e não no solo da floresta, e precisam de uma boa circulação de ar e muita luz.

As orquídeas são difíceis de cultivar em casa? Algumas espécies sim, pois necessitam de condições especiais para crescerem, mas a maioria das espécies é de fácil cultivo sendo possível mante las por muito tempo vivazes próximo a uma janela ensolarada ou sob luzes de LED.

A dica principal é adquirir uma das variedades menos exigentes que se adaptam ao tipo de condições de cultivo que você pode oferecer. Compre a planta já e com flores para saber com exatidão qual espécie que você está a comprar.

Agora se você não tem a intenção de cultivá-las, apenas deseja tê-las em casa para decoração do ambiente, Orquídeas em ramos ou em vaso, também podem ser encontradas para oferecer a um ente querido para enfeitar a sua casa ou escritório, a Lizgarden apresenta diversas opções.

Imagem pertencente a Lizgarden com direitos de Autor ©

Espécies de Orquídeas e suas necessidades de cuidados

As orquídeas também podem ser classificadas por seu habitat nativo, o que dá uma indicação da temperatura, umidade e níveis de luz que necessitam.

Orquídeas nativas dos trópicos húmidos: Espécies Phalaenopsis e paphiopedilum, preferem temperaturas diurnas de 22 ° a 29 ° C, com umidade de 80 a 90 por cento. Dão se melhor se colocadas onde a incidência de luz não é muito intensa.

Orquídeas nativas de clima quente: Espécies cymbidiums e dendrobiums, estão acostumadas a uma temperatura média de 12 ° a 21° C, com constante humidade e boa circulação de ar. Podem ser colocadas voltada para o sul, embora possam precisar de um pouco de sombra durante o alto verão.

Orquídeas nativas de climas secos e relativamente frios: Espécies Cattleyas e alguns oncidiums são capazes de tolerar uma longa estação seca com temperaturas de 26 ° ou 32 ° C, seguida por uma estação chuvosa distinta. Necessita de imensa exposição a luz solar.

Com mais de 30.000 espécies é impossível apresentarmos cuidados gerais que se adaptam a todas elas, assim como as condições de cultivo. Ao adquirir sua Orquídea em sua florista você deverá solicitar informações sobre a que espécie pertence, bem como orientação sobre como cuidar e preservar a planta.

Em geral, as orquídeas devem receber 12 a 14 horas de luz por dia, o ano todo. Caso sua casa ou local onde pretenda colocar sua Orquídea não ofereça essas condições, ainda assim é possível a mantê-las sob luzes artificiais. Você poderá receber orientação da sua florista de como proceder caso necessite de luz artificial ou em sites e fóruns especializados onde orquidófilos fornecem diversas dicas e trocam informações sobre o cultivo deste tipo de planta.

Imagem pertencente a Lizgarden com direitos de Autor ©

Orquídeas em vaso

Muitas flores de orquídea crescem em pêndulo e os talos são fixados para fácil visualização. Caso o vaso seja exposto num ponto de vista superior, não requerem estaqueamento pois a inclinação natural da flor penderá para baixo como se estivesse na natureza.

As orquídeas podem ser colocadas em vasos tradicionais, ou inseridas em bolsas de musgos, estilo kokedama, ou ainda montadas em paletes especiais de madeira ou inseridas no tronco de árvores que você possua em seu jardim.

Para fixar uma orquídea no tronco de uma árvore, simplesmente amarre-a com algo macio e elástico como um pedaço de collant elástica, evite braçadeiras ou linha de pesca pois elas cortarão a planta e a árvore durante o crescimento da Orquídea. Coloque também um pouco de musgo húmido ao redor das raízes para protegê-las até que se prendam à árvore.

As Orquídeas em vasos podem ser posicionadas em qualquer lugar da sua casa desde que receba a luz solar conforme as indicações de necessidade da espécie.

Imagem pertencente a Lizgarden com direitos de Autor ©

Regar Orquídeas dentro de casa

Utilize um regador de bico certificando se de que a terra não ficará encharcada. Certifique se também de que não fique excesso de água no prato que fica por baixo do vaso da orquídea. Utilize água limpa e preferencialmente filtrada.

As orquídeas gostam de absorver água em suas folhas através da água do ar – umidade – não a água da rega. Ao regar, tente manter a água longe das folhas para evitar o crescimento de bactérias e fungos.
Você já deve ter ouvido que borrifar orquídeas é uma boa maneira de mantê-las hidratadas. Isso é verdade, lembre-se de borrifar as raízes, não as folhas.

A rega deve ser executada pela manhã. Regando pela manhã, você dá à orquídea tempo para secar um pouco antes do anoitecer. Isso evitará a proliferação de doenças.

Cores e simbolismo da Orquídea

Embora as orquídeas tenham uma reputação de serem símbolos de fertilidade e elegância, as diferentes orquídeas coloridas têm uma gama diversificada de simbolismos.

  • Orquídeas brancas: Simbolizam inocência e pureza, prosperidade, além de elegância e reverência.
  • Orquídeas cor-de-rosa: Simbolizam feminilidade, sedução, sensualidade, graça e alegria.
  • Orquídeas amarelas: Simbolizam amizade e novos começos. São grandes presentes para um amigo comemorar uma conquista.
  • Orquídeas roxas: Simbolizam realeza e admiração e são tradicionalmente dadas como um sinal de respeito.
  • Orquídeas laranja: Simbolizam orgulho, entusiasmo e ousadia.
  • Orquídeas Verde: Pensa-se que as orquídeas verdes trazem boa sorte e bênçãos. Eles representam boa saúde, natureza e longevidade.

Se você aprecia Orquídeas mas não pretende dedicar-se ao cultivo, ou seja, apenas pretende tê-las em sua casa como decoração, invista nessa ideia as Orquídeas são uma excelente escolha, pela sua beleza e elegância! Com uma vasta lista de cores e espécies, seja envasadas ou em ramos, as Orquídeas são também o presente ideal para homenagear alguém que nos é querido.

Conheças as opções de Orquídeas na loja online da Lizgarden.

LIZGARDEN…ARTE & FLOR em forma de AMOR ♥

Imagens pertencentes a Lizgarden com direitos de Autor ©

Populares